ACESSE

Lava Jato quer pena maior para ex-braço direito de Richa

Telegram

A força-tarefa no Paraná recorreu hoje de uma sentença que absolveu do crime de lavagem de dinheiro Deonilson Roldo, ex-chefe de gabinete do ex-governador Beto Richa.

Em janeiro, ele foi condenado por corrupção, por receber propina da Odebrecht para a concessão da PR-323, junto com o empresário Jorge Theodócio Atherino.

A Lava Jato quer aumentar a pena e regime fechado. A ação que tem Richa como réu ainda não foi julgada.

Basta de atritos com Bolsonaro. LEIA AQUI

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 9 comentários