Leilão de satélite deserto

O leilão do satélite geoestacionário da Telebras não teve lances. Além de poucos concorrentes, ninguém apresentou seus envelopes.

É provável que a concorrência seja relançada em breve numa modalidade menos rigorosa, como carta-convite.

Há quem aposta em dispensa de licitação.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 22 comentários
  1. Muita besteira escrita por aqui! O satélite foi encomendado pelo governo Dilma quando souberam que os Estados Unidos interceptavam conversas oficiais do Governo Brasileiro transmitidas via satélite. Foi projetado e construído na Europa pela Thales Alenia Space e o lançamento foi recente, a partir da Guiana Francesa por um foguete Ariane 5. Tudo isso custou bilhões para os nossos bolsos. O problema é que pagaram pelo satélite, pagaram pelo lançamento, mas não construíram os suportes de terra como bases e antenas para conectar o satélite.
    Por isso, quanto ao leilão, é o mesmo que você comprar uma Ferrari exclusiva e personalizada num país de índios onde só existem florestas. Você terá que construir todas as estradas se quiser usar o carro. Por isso ninguém se interessou.

  2. Satélites??? Onde??? Satélites não existem. Existem sim balões com equipamentos para transmissão de dados. Logo como vender algo que não consegue se manter no espaço. AH! A TERRA É PLANA E IMÓVEL.

    1. https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/09/21/senadores-divergem-quanto-aos-efeitos-de-leilao-do-satelite-brasileiro

      https://www.youtube.com/watch?v=262vQvcFMNU

  3. Grandes projetos, boas idéias são tomadas por políticos com o único propósito de arrecadar propinas, este é um caso típico. Se o objetivo não fosse esse , bastava alugar a posição orbital, assim como fora feito no passado.

  4. Os satélites atuais estão é com espaço ocioso de sobra, falta clientes. Só aluga transponder quem baixa bem o preço devido a posição orbital desfavorável… quero ver vender essa bomba.
    StarOne D1 vai fazer aniversário de um ano que foi lançado e só alugou 2 transponders até hoje.

  5. descamizado disse: 31 de outubro de 2017 às 12:56
    Aqui no brasil, até falta de lance já está criando suspeitas.

  6. É um satélite de última geração. É claro que as empresas corruptas querem o satélite de graça, pagando apenas a propina.

  7. Se isso nao foi combinado antecipadamente, tudo bem.

    Aqui no brasil, até falta de lance já está criando suspeitas.

    Nada mudo nesse brasil desde que cabral passou por aqui.

    Até porque, essa porcaria de brasil nunca conseguiu um satelite descente, agora que conseguiu vamos privatizar.

    Nao concordo com isso.
    A russia que tem um pib menor que o nosso, coloca o brasil no chulé com sua tecnologia militar.

    Quero o General Mourão na presidência. Quem é contra isso, é pq não quer o brasil melhor, ou quer continuar mamando.

  8. Não entendo de tecnologia de satélites mas de lei da oferta e da procura, sim. Se não houve interessados, melhorem o edital, reduzam o preço e as condições de pagamento etc. Em último caso, a sucata dele deve ser valiosa.

  9. Aí tem ! Como um satélite de última geração que custou 2,8 bi de R$ não desperta o interesse de ninguém ????

    1. O satélite custou R$ 1,5 bilhão, e não R$ 2,8 bilhões. Foi fabricado em na França, com tecnologia obsoleta e ultrapassada. É o mesmo que fabricar um Chevette 1985 novo em folha e dizer que é de última geração.

  10. A dispensa de licitação é uma indecência inominável.
    .
    Falam tanto em reformar as leis de licitação, dificultar a corrupção, mas nesse ponto nunca tocam. Em muitos casos, os políticos já lançam um edital com exigências rigorosas para ninguém aparecer e depois poder dispensar a licitação. Previsível!

  11. Quem vai querer comprar essa porcaria obsoleta e ultrapassada? É a mesma coisa que anunciar um Monza GL 1988 em Dubai.

  12. O Brasil é muito mais previsível que um satélite em órbita geoestacionária… sempre a mesma coisa…

Os comentários para essa notícia foram encerrados.