Léo Pinheiro não colabora

Os procuradores da Lava Jato rejeitaram o depoimento de Léo Pinheiro ao juiz Sérgio Moro, quando ele admitiu o pagamento de propina a Gim Argello, Vital do Rêgo e Marco Maia para afundar a CPI da Petrobras.

De acordo com o Ministério Público Federal, em documento reproduzido pelo Estadão, o empreiteiro “não inovou na instrução, tampouco auxiliou na expansão das investigações, pressuposto básico para se falar em colaboração”.

E também:

“Apenas foram trazidos à baila, parcialmente, fatos já descortinados por provas materiais e depoimentos de colaboradores e testemunhas. Houve, portanto, por parte de Léo Pinheiro, uma inegável tática de contenção de danos”.

Faça o primeiro comentário