Lewandowski alfineta Fachin

Telegram

Disposto a levar o pedido de liberdade de Lula para o plenário, Ricardo Lewandowski provocou Edson Fachin, que, no habeas corpus anterior, decidiu levar o caso para a decisão de todos os ministros.

“O que pode eventualmente causar espécie é essa afetação e desafetação ora para o pleno, ora para a turma. Para o bem de uma uniformidade de procedimento, seria bom que decidíssemos julgar tudo lá ou tudo aqui”, disse Lewandowski.

Celso de Mello disse querer julgar o habeas corpus hoje mesmo, mas Lewandowski insistiu com outro argumento: o STF ainda julgará recurso contra a condenação de Lula no plenário, com base no mesmo argumento de parcialidade de Sergio Moro.

Comentários

  • Adilson -

    Eu penso que, se um presidário indicou alguns ministros, todos os indicados por ele precisam ser impedidos imediatamente, pois não tem condições de julgar seu caso.

  • Rogemon -

    Se Moro é parcial por estar sendo conduzido a Ministro por Bolsonaro, o que se dirá das decisões de Lewandowisk que foi levado ao STF pelas mãos do presidiário???

  • Benjamim -

    Tem que dar o impeachment desse vagabundo.

Ler 20 comentários