Lewandowski dá liminar a advogado que grampeou Moro

Responsável pelo plantão do STF durante o recesso do Judiciário, o ministro Ricardo Lewandowski tomou outra decisão polêmica contra a jurisprudência da corte que estabeleceu o cumprimento de pena após condenação em segunda instância.

Lewandowski beneficiou agora o advogado-lobista Roberto Bertholdo, condenado por grampear Sérgio Moro. Ele concedeu liminar suspendendo a audiência que determinaria o cumprimento da pena de Bertholdo.

Ligado ao ex-deputado José Borba e citado no mensalão, Bertholdo chegou a acusar Alberto Youssef e José Janene de serem os mandantes do grampo, quando Moro ainda era o titular da 2a. Vara Federal de Curitiba.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200