Lewandowski devolve à PGR delação do marqueteiro de Cabral

Ricardo Lewandowski devolveu à PGR o acordo de delação firmado com o marqueteiro Renato Pereira, que trabalhou pra Sérgio Cabral e Eduardo Paes.

O ministro do STF, segundo o portal jurídico JOTA, viu uma série de inconsistências no acordo e, por isso, não o homologou.

Entre os problemas, segundo Lewandowski, estão o regime acertado para o cumprimento da pena de 4 anos (um ano de recolhimento domiciliar noturno e três de serviço à comunidade) e a permissão para que Pereira viaje ao exterior.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 16 comentários
  1. VOCÊS NÃO ENTENDERAM
    SEUS ANTAS?
    ELE MANDOU DE VOLTA
    PORQUE ACHOU AS PENAS
    MUITO BRANDAS…LEIAM
    A NOTÍCIA EM OUTRO LUGAR.
    E PAREM DE ATIRAR PEDRAS
    NAS SOMBRAS.

  2. Eu não credito que os Generais e a própria população vai deixar esses ministros fazerem o que quiser do País ??? Gente, o STF é o próprio crime organizado, acordem…

  3. EM VEZ DE INTERVENÇÃO QUE TAL FECHARMOS O STF? É A SOLUCAO DE TUDO. A HORA QUE OS BANDIDOS SOUBEREM QUE NAO TEM A CUPULA PARA LHES DEFENDER A PICARETAGEM ACABA.

  4. quando será o santo dia que o STF vai levar a coisa a sério ??
    mais uma piada ?? Cabral preso, Paes solto e em USA, e o Rio na Bancarrota total.
    deve ser esse o LEGADO OLIMPICO que ficou para nós os OTARIOS
    temos ainda o PICCIANI e sua fortuna, o Pezão-47 rindo a toa estamos fu.. e mal pagos .

    1. MariaCom… aqui entre nós, parece que você tem a vergonha que os citados não têm e nem nunca terão!
      E não estou exagerando.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.