Liberado por Lewandowski é “tesoureiro” do PCC

O Antagonista obteve a denúncia do Ministério Público do Ceará contra Luís Fabiano Ribeiro Brito, integrante do PCC beneficiado por um habeas corpus concedido por Ricardo Lewandowski durante o plantão do STF.

No documento, o promotor Francisco Elnatan de Oliveira Júnior disse que, em seu celular, foram encontrados áudios e mensagens de WhatsApp que apontam Luis Fabiano como “o articulador e uma espécie de tesoureiro do grupo criminoso”.

O MP considera o detido “predisposto à prática criminosa violenta e ostenta personalidade corrompida, com notórias marcas de insensibilidade moral e indiferença à vida humana. Portanto, há um risco bastante ponderável de que, caso em liberdade, exposto aos mesmos estímulos nocivos que vêm moldando o seu comportamento, ele torne a cometer delitos da mesma espécie”.