Líder da oposição na Câmara diz que reunião no Alvorada foi "simbolismo político"

Líder da oposição na Câmara diz que reunião no Alvorada foi “simbolismo político”
Foto: Lúcio Bernardo Junior/Câmara dos Deputados

O líder da oposição na Câmara, André Figueiredo (PDT), disse a O Antagonista que a reunião de de hoje Jair Bolsonaro com representantes de outros Poderes, ministros e governadores para tratar da pandemia foi “inócua”.

É muito mais um simbolismo político. Até porque o presidente da República, ao sair da reunião, continuou com a defesa do tal ‘tratamento precoce’.”

O deputado lembrou que a criação de um comitê nacional, anunciada hoje, já estava prevista na PEC do Orçamento de Guerra.

“E não prosperou em momento algum. Isso já deveria ter sido feito há muito tempo, mas não temos condições de crer que nada que venha do Executivo prospere.”

Figueiredo acrescentou que a oposição defende um comitê próprio do Congresso.

Como registramos mais cedo, na reunião de hoje no Palácio da Alvorada, ficou decidido que um comitê nacional buscará as soluções para os problemas na gestão da pandemia e ouvirá a comunidade médica para questões obscuras, como “tratamento precoce”, ou polêmicas, como lockdown.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO