Líder do DEM diz que Congresso vai cobrar de Queiroga "resultado no curto prazo"

Líder do DEM diz que Congresso vai cobrar de Queiroga “resultado no curto prazo”
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O líder do DEM na Câmara, o deputado paraibano Efraim Filho, conterrâneo de Marcelo Queiroga, disse a O Antagonista que o novo ministro da Saúde será cobrado a “provar resultado no curto prazo”.

“Sua principal missão será fazer a vacina chegar a todos os brasileiros no menor tempo possível.”

Questionado sobre o clima de ressaca no Congresso pelo fato de o Centrão não ter conseguido emplacar a médica Ludhmila Hajjar como sucessora de Eduardo Pazuello, o deputado respondeu:

“O Congresso vai dar a chance de o Marcelo provar o valor da sua nomeação. Não vai haver rejeição, mas o Parlamento vai ficar avaliando e o novo ministro vai ter que provar resultado no curto prazo.”

Efraim elogiou o que considera uma “mudança de perfil” na Saúde: saiu um militar, entrou um médico.

“Uma das grandes vantagens dessa mudança foi devolver ao Ministério da Saúde a voz de um médico. Ele é respeitado pela classe médica, tem uma boa relação com as universidades e um bom trânsito com a classe política.”

Ponderamos que Queiroga, embora médico e presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia, chegou a Brasília falando em “continuidade” da gestão anterior e dizendo que “a política é do governo Bolsonaro, não do ministro”.

“Acho que ele quis buscar um ponto de equilíbrio, foi uma tentativa de conquistar a confiança do presidente, somente para dar a largada. Mas tenho a expectativa de que ele conduzirá a pasta baseado em seus conhecimentos médicos.”

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO