Líder do PL, sobre nova Constituinte: "Vamos analisar, se for consenso..."

Líder do PL, sobre nova Constituinte: “Vamos analisar, se for consenso…”
Foto: Reprodução/redes sociais

O líder do PL na Câmara, Wellington Roberto, saiu em defesa do líder do governo Bolsonaro, Ricardo Barros, que defendeu nesta semana a convocação de plebiscito para mudar a Constituição.

Por telefone, dizendo-se “mergulhado em duas pautas: prefeito e vereador”, ele comentou rapidamente com O Antagonista:

“O Barros, como qualquer outro cidadão, tem toda a liberdade de achar o que acha. Vamos analisar, se for consenso… Tem que ouvir muita gente.”

Sobre o retorno das comissões a partir da semana que vem, como previu o corregedor da Câmara mais cedo, Roberto não acredita que será algo tão simples.

“Há outro assuntos a serem discutidos antes. A iniciativa é para voltar somente com algumas comissões. Se voltar, vamos voltar com todas, ora, remotamente.”

Para que as comissões voltem a funcionar, um projeto nesse sentido terá de ser votado em plenário. O Centrão, do qual o PL faz parte, está obstruindo a pauta em razão da guerra pela Comissão Mista de Orçamento.

O PL tem hoje 41 deputados e é a segunda maior bancada da Câmara, juntamente com o PSL. O PT, dono da maior bancada, tem 53 deputados.

Leia mais: O que a Crusoé revelou sobre o currículo de Kassio Marques.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 51 comentários
TOPO