ACESSE

Líder do PSL na Câmara diz que diálogo do partido com o governo "é natural"

Telegram

O deputado federal Felipe Francischini, atual líder da bancada do PSL na Câmara, defendeu a reaproximação do partido com o governo de Jair Bolsonaro.

“Não digo que é uma reconciliação, porque, a bem da verdade, a nossa bancada nunca brigou com o governo federal”, disse ele a O Antagonista.

Perguntamos se as pazes com o Palácio do Planalto não enfraquecem o discurso de independência que o partido sustentou desde que começou a ser alvo de ataques do próprio presidente da República.

“A gente continua do mesmo jeito, votando as pautas de interesse do Brasil. O que a gente quer é estar à mesa para discutir com o Parlamento e com os outros Poderes os projetos de interesse do país.”

Francischini quis acrescentar:

“A independência pressupõe a gente conversar com todas as áreas. É natural que haja um diálogo com o governo.”

Perguntamos também se o PSL virou Centrão. O líder respondeu negando qualquer tratativa de cargos no governo: “Eu, pelo menos, não tenho participado de nenhuma conversa nesse sentido”.

Leia mais: Paralisia no centro poder: Clique para ler mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 16 comentários