Líder do PCdoB rebate críticas ao apoio a Maia: “É o PSL que tem que se explicar”

Orlando Silva, líder do PCdoB na Câmara, rebateu as críticas ao apoio do partido à reeleição de Rodrigo Maia, que também fez acordo com o PSL de Jair Bolsonaro.

O deputado federal reeleito por São Paulo disse a O Antagonista:

“Não discuto narrativas. Quem participa da luta política, ou mesmo quem apenas a observa, percebeu que o PSL ensaiou construir um candidato à presidência da Câmara dos Deputados e não conseguiu. Todos viram a lista de alternativas apresentadas pelo presidente eleito, que não incluía Rodrigo Maia. E os parlamentares do clã Bolsonaro falavam que ‘o tempo de Maia passou’. Ora, é o PSL que tem que se explicar.”

Ele acrescentou que a legenda apoiou Maia na última eleição “na perspectiva de um funcionamento democrático do Parlamento”.

“A eleição não é para líder do governo ou da oposição, nem terceiro turno da eleição presidencial. Mas cada um sustenta a sua narrativa. Enquanto isso, a democracia segue aos tropeços.”

O último golpe de Eunício Oliveira. No seu bolso. Leia mais

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 108 comentários
  1. Gozado o PC (comunista) do B falando em democracia como se comunismo e democracia pudessem coexistir. Seria a democracia p.e. de Cuba ou da Coréia do Norte?É o cúmulo da hipocrisia!Deviam ser banid

  2. Coisa rara de se ver, um esquerdista pé no chão. Análise clara da situação. Não há alternativas viáveis a Maia para os interesses do governo e do país. Infelizmente. O resto é narrativa ideo

  3. Botafogo nunca deu nem dará rasteira em ninguém, ele é desses partidos onde se reúnem os sem escrúpulos da política, até seu eleitorado fantasma sabe e o coiso está unido a ele…sabe de tudo.

  4. Rapaz, realmente existem nomes. Como o capitão Agusto da bancada da segurança, o João Campos (que já retirou a candidatura), enfim. Parte do PSL é que saiu na frente, precocemente.

  5. Se o Brasil tem o partido comunista por que não, o Nazista e o Fascista também, já q são farinha do mesmo saco. O que vale pra um deve valer pra todos,isso é, serem todos proibidos.

  6. Antes de mais nada, num país sério, um partido comunista nem deveria existir. Comunismo deveria ser proibido, como é na Polônia. Agora que uns 3 ou 4 no PSL devem explicações, devem.

    1. Não dizem o que farão no caso das rasteiras que Maia provavelmente dará. Afinal, estamos falando daquele que barrou a CPI da une, e que desfigurou a agenda anti-corrupção.

  7. Qual a parcela que esse sujeito representa da sociedade? Por que a imprensa insiste em divulgar os insignificantes da política em detrimento das novas vozes populares? Depois não quer ser criticada.

    1. … esse apoio precoce deu dor de cabeça a todas as pessoas honestas, como o próprio capitão, e a maior parte do PSL.

    2. Cara, não é isso. A maior parte do PSL é de novatos. Uns 3 ou 4 é que saíram com o carro na frente dos bois, pleiteando cargos. Daí fica esse moído agora.

    1. Eduardo para se defender a liberdade é preciso combater aqueles que querem destruí-la, não se tolera o intolerável, deve se proibir ideologias genocidas, pois elas são genocidas caramba!!

    2. Viaja pra Polônia, Eduardo. O país do João Paulo II. A nação onde o comunismo, assim como o nazismo, é proibido. Simplesmente por ser uma ideologia mortífera, que matou mais que o nazismo.

    3. Eduardo, não é questão de odiar esquerdismo… Comunismo é uma ideologia tão abjeta quanto o Nazismo, mas interessantemente apenas o segundo recebe o tratamento merecido.

    4. Também me fiz essa questão por muito tempo, até entender que é proposital, pois nas crises geradas por esses idiotas lucra-se muito. Veja a subida da bolsa depois da Dilma…

    5. Pq criminalizar pensamentos é coisa de gente anti democrática. Odeio com todo meu coração a esquerda, mas como defensor das liberdades não posso proibir o esquerdismo. Talvez atirar em seus eleit

    1. Não é o fim, mas sim apenas o começo, e é Partido social liberal e não socialista, é pedir de mais para ser honesto?

  8. PC do B nem cumpriu a cláusula de barreira. Trata-se de um partido nanico sem qualquer relevância no cenário político. Para sobreviver, teve que se fundir com o não menos irrelevante PPL.

    1. O que será que Maia está prometendo agora pro pt, psb, pdt, pcdob? Mesmo com o apoio, pelo menos da sigla, do partido do presidente?

    1. O filtro do site não permite palavras que contenham put@ no meio 🤦. Não estão sendo permitido palavras como deput@do, comput@r, comput@dor. Um erro absurdo.

  9. Esse Orlando, esse vagabundo é que tem que explicar a grana que ele afanou do ministério dos esportes. Cartão de crédito para reformar a casa etc… caibre catar, seu lacaio de PTRALHA

  10. Rsss… bem na canela do PSL… e os pitbulls espumam de frustração… mas nem percebem.. como diz o Mourão: Não passam de uns boçais……, que alias,, me faz lembrar dos petebas la em 2005.

    1. … que num país sério, como a Polônia, partido comunista nem existiria. Seria proibido haver o comunismo.

    2. … a candidatura própria, partiram pra apoiar precocemente Maia. Daí fica o capitão, o Eduardo Bolsonaro, e 99% do PSL, que é de novatos, tendo que se explicar. Mas só queria acrescentar…

    3. Deixe de besteira. Esse comunista só proferiu obviedades. Todo mundo sabe que parte do PSL saiu com o caro na frente dos pois, uns 3 ou 4. Joice, Bivar, e sei lá mais quem. Não conseguindo…

    1. … é aí onde nos depararemos com situações como a votação das 10 medidas, as votações noturnas, e o barramento de cpis como a da une.

    2. Pois é. E ainda tem gente que apoia Maia, que promete coisas pra 200 partidos, ao mesmo tempo, além a agenda econômica. É aí onde o bicho pegará.