Líder do PMDB defende votação do caso de Aécio

Raimundo Lira, o líder do PMDB no Senado, também falou a Diego Amorim e defendeu a posição do partido na votação que derrubou o afastamento de Aécio Neves pelo STF.

Para Lira, foi uma atitude em defesa do próprio Senado.

Assista à entrevista no vídeo abaixo:

 

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 13 comentários
  1. O PMDB é o partido que reúne todos os coronéis do Norte e Nordeste (Sarney, Barbalho, Renan, Jucá, Lobão, Sergio Machado, Jorge Viana) que se perpetuam no poder através dos desvio dos recursos drenados do orçamento federal para resolver o problema da seca e da pobreza. Vários deles dominam as comunicações naqueles estados de forma que a maior parte das maracutaias não devem ser amplamente divulgadas. Como as instituições de saúde do governo federal e as escolas são carimbadas com o nome do coronel fica fácil obter o apoio da população. Com o poder que conseguem pelas maiorias no parlamento influenciam e controlam quaisquer governos eleitos sendo o candidato do partido ou não como por exemplo os governos do PT com Lula a frente.

  2. Nao entendo o porque de abrir espacos para que esse meliantes falem essas obviedades, mentiras e afrontas ao respeitavel publico. Eles querem parecer “serios”….acho que isso foge ao proposito do “Antagonista”. Para ouvir isso existem outros sites

  3. Olha aí um que não tem vergonha de mostrar que não tem vergonha na cara! Bandidos julgando bandidos, mataram o parlamento e a democracia, Temer tem os poderes do Maduro! Fecha es STF não tem mais sentido esse tribunal.

  4. Esse é um dos 44 ladrões do Ali-Baba, cuja quadrilha cresceu. Meu sogro dizia antes de morrer, essa bandidagem só vai acabar quando jogarem um bomba no Judiciário, no Senado e na Câmara!