ACESSE

Líderes de facções são transferidos do Rio Grande do Sul para outros estados

Telegram

Uma megaoperação realizada na manhã desta terça-feira transferiu 18 líderes de facções criminosas que estavam detidos no Rio Grande do Sul e foram encaminhados para penitenciárias federais de outros estados, informa a Crusoé.

Mais de 1,3 mil agentes participaram da operação. Também foram utilizados 306 veículos, quatro barcos e sete aeronaves das forças de segurança.

O governador gaúcho, Eduardo Leite, foi ao Twitter para elogiar a operação.

“Há quase um ano sendo planejada, colocamos em execução desde as primeiras horas desta madrugada a Operação Império da Lei, fazendo a transferência de 18 detentos com posição de liderança em facções criminosas para presídios federais. O RS não tolera o crime e garante o império da lei”, postou o tucano.

Leia também: Bolsonaro, o presidente refém.

Comentários

  • Kalá -

    esse estadual 'comandou' a operação e, por consequência, agradece o "apoio" da esfera FEDERAL ? Sem noção, esse também ?

  • Angela -

    Maria do Rosário e Tarso Genro em pânico...

  • Esther -

    Pensei que, como bom comunista, o Eduardo Leite fosse colher a glória só p/ si, mas, no final, agradece o Moro pela ajuda, como se não fosse o ministro o responsável pela operação. Cafageste!

Ler 8 comentários