A linha ideológica do ‘novo DEM’

O projeto do “novo DEM”, que tenta arrebanhar insatisfeitos de partidos como o PSB, segue sendo montado.

Quem integra o grupo está proibido de falar em “esquerda” — incluindo centro-esquerda — ao dar entrevistas sobre a linha ideológica da nova legenda.

Pode-se falar em centro ou em centro-direita.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;

Ler 16 comentários
  1. O partido político que hoje se apresenta de “centro” no Brasil é aquele que tem medo de parecer com a esquerda corrupta, ladra e anacrônica, como também não quer parecer de direita reacionária.
    E aí vai se equilibrando em cima do muro para não dispensar os apoios dos dois lados.
    Como faz Rodrigo Maia com afagos à esquerdalha e entendimentos com a direita burra!

  2. O DEM deveria se posicionar na centro-direita, seria um caminho inteligente para eles, o PSBD tá no limbo, abre um espaço enorme para ocuparem. E eles eram a chamada ‘Frente Liberal’, né… o PSB no Sudeste funciona um pouco diferente do PSB lá dos Campos, tem realmente um posiconamento mais de Centro, por vezes esquerda outras direita, vive uma crise ai de identidade. Então, acho que tem como uma galera ser absorvida pelo DEM, é uma boa oportunidade para o partido crescer e deixar de ser apenas satélite dos tucanos.

    1. Exatamente!

      Socialista mudando pra centro ou direita foi o que o Macron fez pra se eleger. Só que a máscara caiu rapidamente e o francês tem índices de popularidade piores que o Hollande.

  3. Sei. Mais ou menos como quando essas feminstas radicais falam em “somos pró-igualdade” como se palavras vazias invalidassem ações. No final das contas, o objetivo é o mesmo de sempre – saquear nossos bolsos com impostos e restringir nossa liberdade com leis estúpidas.

  4. Não pode falar em em “esquerda” — incluindo centro-esquerda — mas pode praticar o toma-lá-dá-cá com o PCdoB para enterrar CPIs, como a da UNE por exemplo.
    Cambada de BANDIDOS!!!!!!!!

  5. Apenas uma recauchutagem engana trouxa, por isso,
    NÃO REELEJAM POLÍTICOS ;
    VOTEM apenas em CANDIDATOS LIMPOS; para terem a certeza disso, procurem na internet ou nos sites dos Tribunais se consta algum processo no nome do candidato, porque na dúvida, é melhor procurar outro candidato que esteja limpo.
    NÃO VOTEM EM LEGENDAS DE PARTIDOS SUJOS, ou em NOVAS LEGENDAS DE PARTIDOS CRIADOS com o ajuntamento de VELHOS POLÍTICOS de velhas legendas, com ou sem a lista fechada, distritão ou seja lá o que criarem;
    NÃO VOTEM EM ESQUERDISTAS;
    ELEIÇÕES EM CÉDULAS DE PAPEL, passíveis de recontagem.
    Ou não limparemos o Brasil!
    Se conseguirmos colocar uma maioria de políticos de fichas limpas no Congresso na próxima eleição, poderemos começar a pedir o impedimento de ministros suspeitos dos supremos (Artigo 52 , inciso II da Constituição Federal , que dá ao Senado a competência para julgar o impedimento de ministros do Supremo. Para a aprovação do pedido, é necessária uma maioria de dois terços).
    Pensem nisso e se concordarem, por favor, passem adiante.