Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lira diz que financiamento público de campanha impede influência do tráfico e das milícias

Presidente da Câmara também criticou aqueles "que usam a toga e a influência no Ministério Público para perseguir a política e se candidatar"
Lira diz que financiamento público de campanha impede influência do tráfico e das milícias
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Arthur Lira (PP-AL) afirmou há pouco que o financiamento público de campanha impede influências indevidas no processo eleitoral, como do tráfico, das milícias, das igrejas e do Judiciário.

O presidente da Câmara disse em um evento virtual que, sem esse dinheiro, “teremos o risco de ter no Congresso, nas assembleias legislativas e nas câmaras de vereadores pessoas bancadas com dinheiro do tráfico de drogas, das milícias, pela influência das igrejas, das questões religiosas, dos outsiders ou daqueles que usam a toga e a influência no Ministério Público para perseguir a política e se candidatar”.

Lira afirmou ainda que é preciso definir qual modelo de financiamento de campanha o Brasil terá: “Ou se volta para um sistema mais flexível, ou se muda o sistema de financiamento.”

O deputado também criticou a hipocrisia de parlamentares que criticam o modelo de financiamento público atual.

“Muitos que votam contra e utilizam o financiamento público e muitos que criticam e usam o financiamento privado de pessoas milionárias.”

O financiamento empresarial de campanhas políticas foi proibido pelo STF em 2015, na esteira das denúncias de corrupção feitas pela operação Lava Jato.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO