Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lira extingue comissão de juristas que queria afrouxar lei da lavagem de dinheiro

Grupo formado por Rodrigo Maia era composto, na maioria, por advogados, alguns defensores de réus da Lava Jato
Lira extingue comissão de juristas que queria afrouxar lei da lavagem de dinheiro
Foto: Emerson Leal/STJ

O presidente da Câmara, Arthur Lira, extinguiu hoje a comissão de juristas, formada por Rodrigo Maia em setembro do ano passado, que proporia mudanças na lei de lavagem de dinheiro. Com o fim do grupo, nenhum projeto de lei será apresentado.

O objetivo era afrouxar a legislação. Uma das ideias era impedir que dinheiro doado a políticos no caixa 2 de campanha fosse caracterizado como lavagem, isto é, artifício para ocultar a origem ilegal do dinheiro.

Como mostramos, a maioria da comissão era formada por advogadosalguns, defensores de réus da Lava Jato. Subrepresentados, integrantes do Ministério Público, da Polícia Federal, da Receita chegaram a pedir maior participação nas discussões.

Em ato publicado hoje, Lira decretou o término da comissão “em razão da manutenção do cenário de combate à pandemia de Covid -19 e a intensificação de medidas administrativas preventivas ao contágio da moléstia nas dependências da Câmara”.

O ministro do STJ Reynaldo Soares da Fonseca, que presidia a comissão, disse que ela foi transformada num “grupo autônomo de estudos” e que o material produzido servirá para pesquisas acadêmicas.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo investigativo mais independente do país.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO