Lira instala comissão para mudar regras eleitorais; distritão e financiamento privado no alvo

Para agilizar tramitação, presidente da Câmara vai usar outra PEC como 'barriga de alguel'
Lira instala comissão para mudar regras eleitorais; distritão e financiamento privado no alvo
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Será instalada às 14h comissão especial que vai redefinir as regras eleitorais. O Antagonista apurou que Arthur Lira quer emplacar o distritão e a volta do financiamento privado já em 2022.

Para agilizar a tramitação, o presidente da Câmara vai usar como barriga de aluguel a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 125/2011, que trata do adiamento de eleições perto de feriados nacionais.

Essa PEC, do tucano Carlos Sampaio, já teve sua admissibilidade aprovada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), estando pronta para o debate em comissão especial. Os deputados, porém, vão trabalhar em cima de um texto substitutivo.

A estratégia de Lira é driblar resistências a duas propostas polêmicas: a adoção do distritão, que acaba com a regra de proporcionalidade na eleição de deputados federais; e o retorno do financiamento eleitoral privado.

Há um entendimento de que essas duas regras hoje deram muito poder aos caciques partidários, que se transformaram em ‘cartolas da política’, escolhendo os candidatos e quanto cada um deve receber dos fundos eleitoral e partidário.

O presidente da Câmara sabe que será difícil emplacar as duas novas regras, então tentará usar uma delas como instrumento de barganha para aprovar a outra.

 

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO