Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lira: "Não há nenhuma característica que fundamente uma ruptura institucional"

Segundo o deputado federal pelo PP de Alagoas, impeachment "não pode ser ato pessoal do presidente da Câmara"
Lira: “Não há nenhuma característica que fundamente uma ruptura institucional”
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

Arthur Lira (PP-AL) afirmou hoje que não pauta a análise de um processo de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro porque “não há nenhuma característica que fundamente uma ruptura institucional tão grave neste momento”.

O presidente da Câmara disse, em entrevista à GloboNews, que um impeachment, para ser iniciado, depende “de várias situações”.

“Impeachment não pode ser ato pessoal do presidente da Câmara”, complementou.

O deputado federal afirmou ainda que os pedidos atualmente sob sua responsabilidade foram herdados do presidente anterior, Rodrigo Maia (sem partido-RJ).

Lira também disse que, ao invés de pensar em impeachment, preferiu pautar a discussão do semipresidencialismo, mas ressaltou que o sistema de governo, se aprovado, só valerá a partir de 2026, mas “nunca para 2022”.

Aparentemente, o deputado esqueceu dos mais de 550 mil mortos pela Covid no Brasil e das reiteradas ameaças à democracia promovidas pelo presidente Jair Bolsonaro.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO