​Lista da comissão no Senado está fechada

O PT confirmou hoje os nomes indicados para a comissão do impeachment de Dilma no Senado. Com isso, a lista de titulares e de suplentes fica completa.

A eleição para presidência e relatoria será na segunda-feira. Os indicados pelos blocos com maior bancada são Raimundo Ribeiro (PMDB) e Antonio Anastasia (PSDB), respectivamente.

Bloco do PMDB

Titulares: Raimundo Lira (PB), Rose de Freitas (ES), Simone Tebet (MS), José Maranhão (PB), Waldemir Moka (MS).

Suplentes: Hélio José (DF), Marta Suplicy (SP), Garibaldi Alves (RN), João Alberto Souza (MA), Dário Berger (SC).

Bloco da oposição (PSDB/DEM/PV)

Titulares: Aloysio Nunes (PSDB-SP), Antônio Anastasia (PSDB-MG), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), Ronaldo Caiado (DEM-GO).

Suplentes: Tasso Jereissati (PSDB-CE), Ricardo Ferraço (PSDB-ES), Paulo Bauer (PSDB-SC), Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Bloco de apoio ao governo (PT/PDT)*

Titulares: Lindbergh Farias (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR), José Pimentel (PT-CE), Telmário Mota (PDT-RR).

Suplentes: Humberto Costa (PT-PE), Fátima Bezerra (PT-RN), Acir Gurgacz (PDT-RO), João Capiberibe (PSB-AP).

*O bloco cedeu uma vaga para o PSB

Bloco moderador (PTB/PR/PSC/PRB/PTC)

Titulares: Wellington Fagundes (PR-MT), Zezé Perrella (PTB-MG).

Suplentes: Eduardo Amorim (PSC-SE), Magno Malta (PR-ES).

Bloco democracia progressista (PP/PSD)

Titulares: José Medeiros (PSD-MT), Ana Amélia Lemos (PP-RS), Gladson Cameli (PP-AC).

Suplentes: Otto Alencar (PSD-BA), Sérgio Petecão (PSD-AC), Wilder Moraes (PP-GO).

Bloco socialismo e democracia (PSB/PPS/PCdoB/Rede)

Titulares: Fernando Bezerra (PSB-PE), Romário (PSB-RJ), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM).

Suplentes: Roberto Rocha (PSB-MA), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Cristovam Buarque (PPS-DF).

15 comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200

  1. Mendei e-mail para o Senador Aécio questionando a visita do Moreira Franco e seu amigo. Sem embargo de deixar claro que o governo será do Temer, mas que apoiou o possível afastamento da “Chefona” tem responsabilidade sobre o caminhos a tomar.

  2. Moreira Franco é que se poderia chamar de “porta-voz” de Temer. Além de aliado, são amigos de décadas. Faz parte do grupo da “República do Libano(Temer é filho de libaneses)

  3. Não falta gente querendo ir ao programa Roda Viva, da TV Cultura, ao programa Globonews Painel, dar palestras na Fiesp, discorendo sobre os problemas brasileiros e apontando as soluções para nossas mazelas. Na hora, porém, que são chamados para sentar na cadeira e colocar em prática as soluções que apontam, simplesmente iventam alguma forte razão para não aceitar o encargo.

  4. Ótima declaração. Se for para convidar, já tem que saber que a resposta será sim. Caso contrário, se queima o filme… Na realidade, o cabra tem que ter muita coragem para aceitar um convite desses, pois pode vir a ser implicado civil e criminalmente, conforme a decisão que tomar. Além disso, tem de estar muito bem intencionado, disposto a dedicar anos de trabalho a seu país, sem muito esperar, pois as críticas, sempre, superarão em muito os elogios. É coisa para gênio ou maluco. Talvez, os dois.