A listinha de Carlos Miranda

A delação de Carlos Miranda, o operador de Sérgio Cabral, pode implicar dezenas de políticos e empresários ainda não denunciados.

Diz a Folha:

“Os 81 anexos iniciais da delação de Miranda, homologada há um ano, descrevem 19 fontes de propina que ainda não foram objetos de denúncia contra o ex-governador.  Há também sete ex-secretários de Cabral na mira, além dos cinco já presos —e outros dois da gestão Luiz Fernando Pezão (MDB) também detidos”.

Também são mencionadas na delação dez empreiteiras que ainda não foram tema de acusação formal a Cabral.

A listinha inclui ainda fornecedores de viaturas para a Polícia Militar e do setor de saúde.

Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. Saiba mais AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 37 comentários
  1. Tudo começou com Brizola proibindo a policia de subir as pequenas favelas, hoje, grandes comunidades. “De Brizola a Pezão um mar de lama destruiu o Rio de Janeiro”. Detalhe: todos ligados a esquer

    1. É impressionante que a “falha” seja a única provocação que o site nos coloque. Isso depõe contra o bom senso dos leitores. ARRE!

  2. A origem de toda essa roubalheira foi forjada nas Secretarias de Fazenda que controlavam à arrecadação de ICMS nesse estado corrupto, l’á foram forjados os Ferrerinhas, depois dominadas por polí

  3. A mania de O Antagonista de usar diminutivos afrescalhados chega a toldar-lhe o pouco que possui de lógica e inteligência. Se aquela lista diz mesmo tudo isso, então é um “listão”.

  4. O q é surpreendente q nenhuma delação chega ao judiciário, os advogados manobram delatores p/ ñ vir no futuro ter de pagar a conta, pois sabemos muito tem q tem muito togados bandido.

  5. Uma coisa é certa. Cabral se espelhou no cachaceiro. Sabedor das falcatruas do chefão do pt qdo no gov. federal, Cabral q já corrompia, alastrou p/todo o RJ c/ a proteção dos bandidos do pt e os

  6. Gênio da república, deixando a garrafa, frisou que a democracia se faz com políticos. E a cleptocracia, também, veio logo a resposta. Cleptocracia é o (des)governo aparelhado por ladrões.

  7. Trabalho sério para decadas ate desbaratar todos os tentáculos destas máfias e quadrilhas políticas. Lava jato foi a ponta do iceberg. Se esquadrinhar Estados ministérios autarquias estatatais pr