Livro superfaturado

Lauro Jardim informa que Eduardo Cunha enfrenta resistências das editoras interessadas na publicação de seu ‘livro de memórias’ sobre o impeachment.

O motivo? Ele exige o pagamento antecipado de R$ 1 milhão e 20% de direito autoral sobre o preço de capa de cada livro vendido.

Cunha perdeu o mandato, mas os velhos hábitos permanecem.

Faça o primeiro comentário