Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lobista diz que “manual para fraudar licitações” foi enviado por parte técnica da Precisa

O passo a passo foi arquitetado para desabilitar empresas participantes de processos licitatórios no Ministério da Saúde durante a pandemia
Lobista diz que “manual para fraudar licitações” foi enviado por parte técnica da Precisa
Reprodução/TV Senado

O lobista Marconny Faria admitiu há pouco à CPI da Covid que recebeu da diretoria técnica da Precisa uma espécie de passo a passo existente no Ministério da Saúde para fraudar licitações e beneficiar a empresa de medicamentos.

Apesar disso, ele negou qualquer envolvimento em fraudes na pasta.

“As informações que nós temos demonstram que Marconny atuou para fraudar licitação da compra de testes de detecção da Covid, em associação com [sócio-diretor da Precisa] Francisco Maximiano, [diretor da Precisa] Danilo Trento e [ex-diretor de logística do Ministério da Saúde] Roberto Dias”, disse o relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL).

Faria negou participação em atos de corrupção, mas ao ser questionado sobre o responsável pelo “manual da fraude”, ele respondeu:

“Isso foi enviado pela parte técnica da Precisa, senhor senador.”

O passo a passo foi arquitetado para desabilitar empresas participantes de processos licitatórios para que apenas a Precisa Medicamentos tivesse condição de firmar contratos com o governo federal.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO