Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lobista reconhece que teve "negócios" com advogada de Bolsonaro

Marconny Faria mandou o currículo de Márcio Nunes a Karina Kufa para que ele assumisse um cargo no Instituto Evandro Chagas
Lobista reconhece que teve “negócios” com advogada de Bolsonaro
Reila Maria/Câmara dos Deputados

O lobista Marconny Faria admitiu há pouco à CPI da Covid que manteve relações comerciais com a advogada eleitoral de Jair Bolsonaro Karina Kufa.

Apesar disso, ele não detalhou que negócios foram esses e evocou o direito a ficar calado. Segundo mensagens obtidas pelo MPF, o lobista mandou o currículo de Márcio Nunes para que ele assumisse um cargo no Instituto Evandro Chagas, ligado ao Ministério da Saúde. O currículo, conforme a CPI, chegou às mãos do presidente Jair Bolsonaro.

Nunes foi preso em outubro do ano passado durante a segunda fase da Operação Parasita, deflagrada pela Polícia Federal e pela Controladoria Geral da União, acusado de fraudes em licitações.

“Como já visto, ele (Márcio Nunes) interferiu pessoalmente nos processos de licitação buscando designação de pregoeiro favorável a seus interesses e fornecendo manifestações técnicas para obter vantagens ilícitas. Além disso, buscou descaracterizar situações ilícitas, como demonstra a tentativa de se desfazer dos produtos com validade vencida”, afirma a denúncia do MPF da Operação Parasita.

Mais notícias
TOPO