Lobistas também tinham acesso a Erenice

A Polícia Federal também descobriu que os lobistas José Ricardo da Silva e Alexandre Paes dos Santos, o APS, “tinham acesso direto a Erenice Guerra”, quando secretária-executiva da Casa Civil de 2005 a 2010.

Erenice era braço-direito de Dilma Rousseff e a substituiu no comando da Casa Civil em abril de 2010, mas acabou deixando o cargo em setembro sob denúncias de corrupção.

Posteriormente, ela passou a atuar em parceria com o próprio José Ricardo.

Faça o primeiro comentário