Lula, Dilma e o crime da compra de votos

Raul Jungmann (sempre ele) pediu à PGR que investigue a compra de votos contra o impeachment.

“Caso seja comprovada a suspeita de que a presidente Dilma e o senhor Luiz Inácio Lula da Silva tenham barganhado a liberação de emendas parlamentares, com o propósito de impedir a aprovação do processo de impeachment, fica configurada a prática dos crimes de corrupção, prevaricação e de advocacia administrativa”, disse Jungmann, em nota do PPS.

Essa vergonha precisa ser trazida à luz do sol.

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler mais 20 comentários
  1. Ao invés de placa Maria do Ossário deveria usar uma das cuecas dos criminosos adolescentes que ela tanto ama.

  2. mas essa tal de maria do rosário (devia mudar o nome; dar-se a respeito) não é a que o cigalheiro-marrafão, o cachaceiro-mor, disse nominalmente que TEM O GRELO DURO ?

  3. Se com aquela magreza ela está sentindo calor imagine a situação dos parlamentares engravatados. Aquilo deve estar um inferno…

  4. PSOL,rede, janot engavetador do pt,e os demais vermelhos —-só fa lam do Cunha, mas de Dilma e de Renan não dao um pio, cínicos sem vergonhas

  5. A lambe botas da dndtralha decdrja é duzer fora Dilma e fora Renan,os do PSOL,rede,vermelhos so falam de Cunha mas de Renan não dao um pio

  6. na votação do impeachment não podemos vacilar, todos em Brasília ou colocaremos tudo a perder, lembra do que o Moro disse, somente o povo tem esse poder! caso de algo errado agente destrói tudo.

  7. Maria do Rosário, aquela que, segundo a Istoé, ouviu de Dilma: “Cale sua boca. Você não entende disso. Só fala besteira.” http://www.istoe.com.br/reportagens/450027_UMA+PRESIDENTE+FORA+DE+SI?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage

Os comentários para essa notícia foram encerrados.