Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula diz que só vai conversar com militares "quando" for eleito

O ex-presidiário afirmou que as Forças Armadas têm falado demais e negou que seus interlocutores estejam buscando diálogo com o setor
Lula diz que só vai conversar com militares “quando” for eleito
Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

O ex-presidiário Lula disse nesta segunda-feira (16) que ‘não tem conversa’ com militares. O petista negou que seus interlocutores estejam buscando diálogo com as Forças Armadas.

Lula afirmou que só vai procurar os militares “quando ganhar” a disputa eleitoral de 2022.

“Eu não tenho conversa com militares. Não há por que conversar com militares, com o Ministério Público, com a Polícia Federal. São instituições de Estado, que têm funções a cumprir e têm que respeitar a Constituição. Quando eu ganhar, vou conversar.”

O ex-presidiário citou o envolvimento de militares em escândalos na compra de vacinas e disse que há um excesso de discurso nas Forças Armadas.

“O que vamos fazer nas Forças Armadas é cumprir o papel institucional. É garantir a soberania contra possíveis inimigos, tomar conta da fronteira, do espaço aéreo e proteger o povo, e não se meter em política. Se quiser se meter em política, tira a farda e vai ser candidato a qualquer coisa. Quero que estejam fortes, bem armadas, para não deixar ninguém meter o bedelho.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO