Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula é 'muito cauteloso' com Boulos, que não quer ser sombra do PT em 2022

Lula é muito cauteloso com Boulos, que não quer ser sombra do PT em 2022
Foto: Ricardo Stuckert/via Twitter Guilherme Boulos

Guilherme Boulos não vai comprar briga pública — pelo menos não agora –, mas tem sido estimulado por lideranças do PSOL a não se deixar “virar sombra” de Lula e do PT em 2022.

A avaliação que chega a ele é a de que as eleições municipais do ano passado, quando Boulos foi ao segundo turno, sendo derrotado pelo atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), deixaram claro que ele tem “luz própria”.

O Antagonista confirmou o que a Folha publicou ontem: há um grupo de petistas estimulando uma chapa PT-PSOL ao governo de São Paulo em 2022, que poderia unir Fernando Haddad e Boulos.

Uma liderança do PT disse a este site, em reservado, ser “muito prematuro” tocar nesse assunto e acrescentou que Lula é “muito cauteloso” com Boulos, que considera amigo. O ex-presidente sabe que ‘seu menino’ psolista passou a voar sozinho e é, inclusive, presidenciável mais uma vez.

O deputado Ivan Valente, do PSOL de São Paulo, ponderou a O Antagonista que concorda ser cedo para pensar em possibilidades para 2022, a depender, principalmente, das alianças nacionais, mas já antecipou que, no entender dele, “não teria muito sentido” uma chapa com Haddad e Boulos.

“Não tem muita lógica. O Boulos ganhou uma projeção nacional. O PSOL, como partido, precisa ser prestigiado por isso.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO