ACESSE

Lula "fez o lobby" na Guiné

Telegram

O STF autorizou a PF a interrogar Lula.

Um documento revelado neste sábado pela Época incrimina-o antes mesmo do interrogatório.

Em 2013, Lula foi à Guiné Equatorial num jato particular fretado pela Odebrecht.

Ali, encontrou-se com o vice-presidente do país.

A embaixadora brasileira testemunhou a conversa entre os dois e reproduziu-a num despacho para o Itamaraty:

“Lula citou telefonema que dera ano passado ao Presidente Obiang sobre a importância de se adjudicar obra de construção do aeroporto de Mongomeyen à empresa Odebrecht (este aeroporto servirá às cidades de Mongomo, terra de Obiang, e à nova cidade administrativa de Oyala)”.

Como disse a reportagem:

“Lula falou como homem de negócios. Disse que estava ali para conseguir contratos para a Odebrecht. Usou sua influência sem meias palavras. O mais poderoso lobista da Odebrecht entrava em ação”.

O caixeiro-viajante que viaja de jatinho

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler comentários