Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula já defendeu operação com 19 mortos: 'Não se enfrenta bandido com rosas'

Lula já defendeu operação com 19 mortos: Não se enfrenta bandido com rosas
Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Ontem, o ex-presidiário Lula criticou a operação que levou à morte de 25 pessoas na favela do Jacarezinho, zona norte do Rio de Janeiro.

No Twitter, ele atribuiu o episódio a uma “ausência do Estado” e afirmou que “vidas brasileiras importam”.

É grave uma operação policial terminar na morte de 25 pessoas. Isso não é segurança pública. É a ausência do Estado oferecendo educação e emprego a causa de boa parte da violência. Os brasileiros estão morrendo sem vacina, de fome e pela violência. Vidas brasileiras importam.”

A postura contrasta com posicionamento que o petista teve em julho de 2007, quando era presidente da República.

Na ocasião, ao lado do então governador do Rio, Sergio Cabral, Lula ironizou críticos da violência policial, ao comentar uma ação no complexo do Alemão que matou 19 pessoas.

“Nessa ação de vocês [governo do Estado do Rio] no complexo do Alemão, tem gente que acha que é possível enfrentar a bandidagem com pétalas de rosa ou jogando pó-de-arroz. A gente tem que enfrentá-los sabendo que muitas vezes eles estão mais preparados do que a polícia, com armas mais sofisticadas. A gente tem que enfrentá-los sabendo que a maioria do povo que trabalha lá é de gente trabalhadora, de bem, que não pode ficar refém de uma minoria.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO