Lula no TRF-4: a estratégia do gabinete de crise

Telegram

O Antagonista apurou que a ordem do comando do gabinete de crise montado para o julgamento de Lula no TRF-4 é manter o trabalho em discrição absoluta. Ninguém está autorizado a fazer declarações públicas.

A intenção é evitar o acirramento do “clima de intolerância e agressividade” durante o mês de janeiro, o que — na avaliação das forças de segurança — pode ser justamente a intenção dos grupos lulopetistas.

Vale registrar que toda movimentação de grupos contrários a Lula também está sendo observada pelas autoridades.

Uma coletiva será convocada ou um pronunciamento será feito antes do julgamento para detalhar as ações de segurança. Mas apenas dias antes.

Comentários

  • Roberto -

    Bem, já me estoquei carne, carvão, breja e rojões. Não sairei de casa, por segurança, rs.

  • antonio -

    Seria bem melhor o Lula não comparecer a esse julgamento, para não incitar os descontrolados.!!!

  • antonio -

    Seria mais patriotico. o Lula não comparece para evitar exageros dos descontrolados, e exagerados..!!

Ler 15 comentários