Lula, o filho do Jornal do Brasil

De volta às bancas neste domingo após oito anos, a edição impressa do Jornal do Brasil mostrou a que veio.

De acordo com a “Nota da Redação”, o conselho editorial não admitiu a colaboração de Sérgio Cabral e Jorge Picciani “em respeito aos leitores, aos eleitores e aos contribuintes do estado do Rio de Janeiro”.

Admitiu, no entanto, a colaboração de Lula – condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro – com o artigo “A democracia precisa de muitas vozes”, que começa com a curiosa formulação verbal “Num um país”.

Onde está o respeito pelos contribuintes do Brasil?

Extra! Extra! O condenado ‘numa uma’ só voz!

Comentários

  • Bolsonaro -

    ALÔ STF !!! , A TURMA DA “ CAPA PRETA” Me expliquem : Eduardo Cunha , corrupto , preso com “ foro privilegiado “ , afastado do cargo sem embaçamento legal , preso sem julgamento e condenação. LULALADRON , SEM FORO , JULGADO , CONDENADO EM 1@ instância e em 2 @ INSTÂNCIA, CONTINUA SOLTO E DEBOCHANDO DA JUSTIÇA . ALGUÉM PRECISA BOTAR ORDEM NESTE PUTEIRO.

  • Rodrigo -

    Mais um panfleto do PT. Era tudo que o Brasil precisava. Sorte que não vai durar nada, vai ser extinto em breve, junto com o partido que o financia.

  • Mery -

    Agora posso voltar a acompanhar um jornal

Ler 235 comentários