Lula pede para não testemunhar

O Estadão informa que a defesa de Lula pediu à Justiça Federal que ele seja dispensado de testemunhar em defesa do lobista Alexandre Paes dos Santos, o APS.

Os advogados alegam que o ex-presidente já depôs no início do mês na investigação sobre o esquema de compra de medidas provisórias.

APS foi um dos operadores da aprovação da MP 471, editada por Lula em 2009.

O juiz Vallisney de Oliveira deixou a decisão a cargo do advogado de APS, Marcelo Leal, que deverá avaliar se o testemunho de Lula é imprescindível.

Faça o primeiro comentário