Lula tem de ser preso (bis)

A denúncia de que a campanha de Lula recebeu propina do Grupo Schahin, agora confirmada por Salim Schahin, foi feita inicialmente por Nestor Cerveró.

Em 15 de agosto, O Antagonista publicou:

Nestor Cerveró entregou Lula.

Num de seus depoimentos à Lava Jato, segundo a Veja, Nestor Cerveró contou que a campanha de Lula, em 2006, foi financiada com propina paga pelo contrato do navio-sonda Vitória 10000.

Isso mesmo: Lula se elegeu com dinheiro roubado da Petrobras.

O operador Júlio Camargo já havia admitido o pagamento de 25 milhões de dólares em propina para favorecer o estaleiro Samsung e a empreiteira Schahin no contrato do Vitória 10000.

O que Nestor Cerveró disse agora à Lava Jato foi que o contrato fraudulento assinado pela Petrobras com a empreiteira Schahin serviu para saldar dívidas de 60 milhões de reais da campanha de Lula, em 2006, com o Banco Shahin.

Lula tem de ser preso.

Em seguida:

Nestor Cerveró, além de entregar Lula, entregou também José Sérgio Gabrielli.

A ordem para que Nestor Cerveró direcionasse o contrato do navio-sonda Vitória 10000 para a Schahin foi dada pessoalmente pelo presidente da Petrobras.

De acordo com Nestor Cerveró, José Sérgio Gabrielli disse-lhe:

“Veio um pedido do homem lá de cima. A sonda tem de ficar com a Schahin”.


Faça o primeiro comentário