Lula terá de explicar cofre no BB

Sérgio Moro deu cinco dias para que Lula explique o uso da sala-cofre do Banco do Brasil para o armazenamento de jóias e obras de arte recebidas durante o exercício da Presidência.

A força-tarefa está fazendo uma catalogação minuciosa de todos os bens para cruzar com a listagem de patrimônio da União, com o objetivo de identificar se existem itens doados à Presidência antes de 2003.

Posteriormente, o MPF irá aprofundar a análise sob a luz dos decretos 4.073 e 4.344 de 2002, que excluem do acervo privado dos presidentes “documentos bibliográficos e museológicos recebidos em cerimônias de troca de presentes, audiências com chefes de Estado e de Governo em visitas oficiais ou viagens de Estado ao exterior.”

Comentários temporariamente fechados.

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Ler 1 comentários
  1. É isso, qual terá valor então? Já ví que tem gente por aí que acha que a cleptocracia tem que continuar reinando só porque ela cria empregos assim como buracos nas estradas fazem vender mais pneus ou mais combustíveis e até mesmo mais cadáveres! Tem gente que só sabe de economia as letras que a compoem.

Os comentários para essa notícia foram encerrados.