Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Lula volta a Brasília e prepara terreno para 2022

Lula volta a Brasília e prepara terreno para 2022
Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas

Lula desembarca em Brasília logo mais, por volta das 16h30, e terá uma série de compromissos com deputados, senadores e caciques políticos, como José Sarney.

Na pauta das conversas, claro, estarão a disputa presidencial de 2022 e orientações sobre como o PT e a oposição vão conduzir o enfrentamento ao governo de Jair Bolsonaro até lá.

Esta é a primeira vez que Lula pisa em Brasília desde dezembro de 2017. Na época, o petista participou de uma reunião com congressistas na qual disse: “Eu quero ser inocentado para poder ser candidato”.

Agora, de volta à cena política graças à decisão do STF de anular todas as condenações do petista no âmbito da Lava Jato, ele pretende fazer um tour pelo Brasil. O planejamento começará hoje.

As costuras para 2022 passam por três frentes, segundo apurou O Antagonista: 1) ampliar o poder de fogo do PT na Câmara e Senado; 2) buscar apoio da ala majoritária do MDB; 3) reforçar o apoio de outros partidos, como o PCdoB, buscando aproximação com governadores e prefeitos.

Para isso, Lula tentará, por exemplo, filiar o senador Fabiano Contarato (Rede) ao PT. Também terá uma conversa com o senador Weverton Rocha (PDT), um dos principais aliados do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). Lula já disse, em reservado, que gostaria de ter Dino como candidato à vice, mas o maranhense pretende se dedicar à candidatura ao Senado em 2022.

Em relação ao MDB, Lula busca apoio da ala ligada a José Sarney. O encontro com o ex-presidente deve ser um dos primeiros em Brasília, ainda hoje. Lula acredita que poderá atrair também os apoios do senador alagoano Renan Calheiros, relator da CPI da Covid, e até do presidente nacional do MDB, deputado Baleia Rossi.

Segundo petistas ouvidos por este site, Lula buscará, nas articulações com o MDB, se aproximar de prefeitos e governadores, em contraponto ao movimento de Jair Bolsonaro em meio à pandemia. Nas palavras de um integrante da executiva nacional do PT, “enquanto Bolsonaro ataca os governadores, Lula vai tentar mostrar que eles têm razão”.

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO