Lulinhazinho disse que não tinha problema

Agente federais relataram à IstoÉ que a entrega de intimação a Luis Cláudio Lula da Silva se deu de maneira cordial de ambos os lados. A colunista Débora Bergamasco descreveu o encontro:

“Ao interfonar, o agente se desculpou pelo horário e perguntou se o rapaz se importaria em receber a intimação tão tarde. Luis Cláudio disse que não tinha problema. Desceu, assinou um papel, agradeceu e voltou para casa.”

O oficial havia esperado por mais de quatro horas a volta do caçula de Lula, que celebrava com a família os 70 anos do pai. O esforço do agente se justificava porque, até então, o prazo para defesa era de apenas dois dias.

A colunista ainda observou que a politização do encontro por parte da defesa desagradou a PF.

Faça o primeiro comentário