“Madrinha” de Lurian foi citada em CPI

Marília Andrade, que hospedou Lurian em Paris, foi citada numa lista de pessoas com vínculos com as investigações da CPI dos cartões corporativos, em 2008.

A CPI descobriu, entre outras coisas, que Lulinha teve contas de internet pagas com cartão corporativo de servidor da Presidência.

As investigações daquela CPI foram enterradas pelo petista Luís Sérgio, o mesmo que sepultou a recente CPI da Petrobras.

Para quem não leu, O Antagonista revelou ontem que Marília Andrade, herdeira da Andrade Gutierrez, é vizinha do presidente do Instituto Lula num condomínio de sítios em Atibaia.

Ela comprou a propriedade no ano passado e, segundo relatos, planejava montar uma ONG no local.

Faça o primeiro comentário