Maia ataca Lava Jato e cobra punição de procuradores

Investigado na Lava Jato, Rodrigo Maia atacou, em entrevista ao site Metrópoles, procuradores e juízes da operação pela “ânsia por poder”.

“A Lava Jato teria cumprido um papel apenas positivo para o Brasil. Mas, em determinado momento, a ânsia por poder desses procuradores e de alguns juízes acabou gerando um excesso para perpetuação do poder deles no cenário nacional brasileiro”, disse.

Ele também disse que poucos integrantes do Ministério Público são punidos.

“Quem investiga? Eu acho que a procuradoria é o sistema mais frágil de autocontrole que tem nas instituições e nos órgãos públicos brasileiros. O CNMP agora até melhorou um pouco, mas é o órgão que menos pune, menos que o CNJ. A investigação é sempre muito frágil, sem controle. Acho que essa discussão sobre quem controla os procuradores é muito importante. Eles conseguem um nível de apoio entre si que ninguém é investigado. Quando um tem problema, transfere, aposenta, mais até do que os juízes.”

Leia mais: Como se articulam advogados criminalistas e filhos de ministros de tribunais superiores alvos de investigações para blindar-se na Justiça.
Mais notícias
TOPO