Maia descarta prorrogação do estado de calamidade

Rodrigo Maia disse na manhã deste sábado que “não existe” a possibilidade de prorrogar o estado de calamidade para estender o pagamento do auxílio emergencial, como têm defendido congressistas. O decreto de calamidade pública vence em 31 de dezembro.

“A estrutura criada para enfrentar a pandemia tem data para acabar, em dezembro de 2020”, disse em evento da XP Investimentos.

“Se houver mudança, vai afetar muito mais a vida dos brasileiros.”

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília onde ministro conspira contra ministro
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 25 comentários
TOPO