ACESSE

Maia diz que atos contra o STF são "inaceitáveis"

Telegram

Rodrigo Maia voltou a criticar as manifestações contra o STF, das quais Jair Bolsonaro participou no fim de semana.

“Eu acho que, em um momento como este, em uma pandemia que atinge todo o mundo, que atinge o Brasil, nós acompanhando movimentos como esse do último domingo, que são inaceitáveis. É inaceitável que faça uma mobilização com respaldo do governo. Ele precisa respeitar as instituições democráticas”, afirmou o presidente da Câmara na entrevista ao UOL (leia mais aqui).

“Eu fui vítima desde o ano passado desses ataques. Hoje é o Supremo, em um movimento gravíssimo. Então, nós precisamos organizar as relações dos Poderes com a sociedade. A maioria absoluta da sociedade, certamente perplexa, não aceita que a gente possa ver movimentos em 2020 contra o Supremo, contra o Congresso”, disse o deputado.

Maia também defendeu apuração rigorosa e eventual punição de crimes cometidos por propagadores de fake news e ameaças nas redes sociais.

“Eu acho que a Justiça tem que, respeitados os limites da lei, tomar decisões duras em relação às ameaças que se fazem aos ministros do STF. Quando é uma crítica, isso é da democracia e da liberdade de expressão. Mas notícias falsas, ameaças… Por que se fazem ameaças? Porque se quer impedir que o outro cumpra suas funções constitucionais. Não quer que o ministro continue investigando as questões das fake news.”

Leia também: STF x Bolsonaro: o presidente ainda mais exposto a riscos

Comentários

  • EGIDIO -

    Quanta idiotice. O Brasil está doido. As notícias falsas nasceram com a internet. Antes não existiam mentiras. Cuidem dos problemas reais. É para isso que ganham rios de dinheiro.

  • Marcos -

    ele foi vitima? vitima é o povo.

  • Paulo -

    O PRIMEIRO MINISTRO E O STF FAZ MUITO MAIS MAL AO BRASIL DO QUE OS TRÊS VÍRUS CHINES QUE ASSOLAM O PAÍS!

Ler 87 comentários