Maia diz que Câmara deve 'trabalhar' contra vetos ao marco do saneamento

Maia diz que Câmara deve trabalhar contra vetos ao marco do saneamento
SÃO PAULO, SP, 16.09.2019: RODRIGO-MAIA-SP - O presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia, participou do fórum Brasil de Ideias, nesta segunda-feira(16), em São Paulo. (Foto: Marcelo Chello/CJPress/Folhapress)

Rodrigo Maia afirmou há pouco acreditar que, na Câmara, “todos vão trabalhar” para a derrubada dos vetos de Jair Bolsonaro ao novo marco do saneamento.

Em coletiva, o presidente da Câmara disse concordar que o veto ao artigo 16, que autorizava as estatais que renovassem por mais 30 anos os contratos atuais e vencidos, seria melhor para a nova legislação.

Entretanto, o veto configura quebra de um acordo, que, segundo Maia, foi essencial para a aprovação da proposta.

“Em relação ao saneamento, eu, por exemplo, se tivesse voto, não teria incluído o artigo que foi vetado. Mas ele foi colocado na construção de um acordo na Câmara e, depois, no Senado. Então, nós participamos do acordo.”

E concluiu:

“É um direito do governo vetar, mas dentro do Parlamento a impressão que me dá é que todos vão trabalhar para cumprir o acordo, mesmo sabendo que o veto, no sentido do investimento privado, é o melhor caminho. Se não tivesse o acordo, o governo não teria o direito de vetar a matéria, porque ela não teria nem chegado ao Palácio do Planalto.”

 

Leia mais: 'Gilmar não vai derrubar Bolsonaro'
Mais notícias
TOPO