Maia diz que populismo de Bolsonaro é 'vírus' e provoca Lira

Maia diz que populismo de Bolsonaro é vírus e provoca Lira
Foto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Após Arthur Lira ter dito na manhã desta segunda (25) que baixaria a temperatura das discussões, seu ex-aliado Rodrigo Maia sugeriu ironicamente que ele deve ter “recuperado a senha” do gabinete do ódio de Carlos Bolsonaro.

Candidato do Planalto à sucessão de Maia no comando da Câmara, Lira é considerado favorito contra o nome do presidente da Casa, Baleia Rossi.

Em algum momento na agressão, ele [Lira] deve ter transferido a senha das redes sociais dele para o Carlos Bolsonaro, do gabinete do ódio. Só por isso eu imagino que ele deve ter ficado tão agressivo nas redes sociais. E hoje ele está dizendo que vai ficar mais calmo, porque deve ter recuperado a senha dele”, disse o deputado do DEM-RJ.

Maia também afirmou que, além do coronavírus, há o “vírus” do nacional-populismo se espalhando pelo mundo —e, no Brasil, representado por Jair Bolsonaro.

“Todos que se aproximam desse vírus representado pelo presidente da República acabam contaminados”, afirmou, em nova referência a Lira.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Mais lidas
  1. "Lockdown imediato, nacional, de 21 dias"

  2. "O BOBO DA CORTE"

  3. Só o Peru é pior

  4. Magazine Dilma

  5. Nunca morreu tanta gente

Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 24 comentários
TOPO