Mais bombas para Bolsonaro

Telegram

Na semana que vem, o Congresso deve encerrar as votações da atual legislatura com a realização de quatro sessões recheadas de pautas-bombas, relata o Estadão.

Se os projetos forem aprovados, Jair Bolsonaro pode herdar um rombo de R$ 47 bilhões.

O projeto mais polêmico da agenda é o parcelamento das dívidas (Refis) com o Funrural. O custo estimado é de R$ 34 bilhões.

Também está prevista a votação do projeto que renova benefícios para Sudene e Sudam e extensão do incentivo para Sudeco (R$ 9,3 bilhões), de autoria de Eunício Oliveira.

Comentários

  • Renan -

    Óbvio que não progrediremos com tanto político puxando a corda para trás. São como cães rosnando contra quem se aproxima de sua comida.

  • Jo -

    Ontem, ao ler o Grobo, fiquei surpreso com a redação de alguns COLUNISTAS, que decidiram enviar "conselhos" e "ensinamentos" sobre ECONOMIA POLÍTICA (?) para o futuro Presidente. Palhaçada!!

  • WILSON -

    Que não seja msis una vergonha para o povo brasileiro. O congresso, Senado e Câmara, são vergonhosos de carteirinha, certificados.

Ler 141 comentários