Mais dinheiro em casa que no banco

O Banco Central informou à Justiça Federal ter encontrado R$ 148,3 mil em cinco contas bancárias de Carlos Nuzman, relata a Folha.

Ou seja, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, cujas contas estão bloqueadas, tinha mais dinheiro vivo em casa do que nelas.

A Polícia Federal encontrou ontem na residência de Nuzman, alvo da Operação Unfair Play, R$ 480 mil em espécie, em cinco moedas distintas.

 

7 comentários

  1. Compete às instituições financeiras coleta e informações sobre identificação de operações realizadas com uma mesma pessoa, conglomerado financeiro ou grupo em um mesmo mês que supere em seu conjunto o valor de R$10.000,00. O Banco Central exige que os procedimentos de controle interno das instituições financeiras sejam criteriosos. Então como explicar essa movimentação? O que estão fazendo as instituições financeiras? Cadê o COAF e o BACEN? E ninguém cobra deles? É uma panelinha só!

  2. E aquela história de bastidores sobre aqueles jatinhos oficiais brasileiros que desembarcaram na África repletos de poeira branca que dá um certo barato na mente como forma de pagamento aos agentes africanos pela escolha do Brasil para sede das Olimpíadas? Ninguém vai investigar isso?

  3. Esse está parecido com o Bendine, o tal super heroi da Dilma, presidente do BB e da Petrobras dela….. Lembram que ele pagou a compra de um apto em dinheiro vivo enquanto presidente do BB? Todo mundo estranhou mas realmente nao é crime ter dinheiro vivo em casa. Criminosa poderia ser a origem mas naquela vez ninguem falou nada. Esse Nuzman entra na listinha….. Geddel, Bendine e agora Nuzman. Isso sem contar os petistas q o Lulla chamou de aloprados que tb tinham malas de dinheiro lá no hotel IBIS…. para pagar dossier. Hahaha.

  4. E o funcionário público não consegue sequer escolher a casa bancária onde receber seu salário. Carlos Nuzman rapou o caixa e guardou em algum apartamento.

Comentários temporariamente fechados.
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.