“Mais um ato político promovido pelo gabinete do ódio”

“Mais um ato político promovido pelo gabinete do ódio”
Foto: Governo do Estado de São Paulo/via Agência Brasil

O governo de São Paulo classificou o protesto em frente à casa de João Doria como “um ato político promovido pelo gabinete do ódio, ligado ao presidente Jair Bolsonaro”. 

A Secretaria de Comunicação do governo paulista afirmou em nota que Doria e sua família “são vítimas da violência desta ideologia homicida promovida por maníacos que demonstram ter desprezo pela vida e adoração pela morte”.

Como mostramos, o grupo bolsonarista se reuniu por volta das 14h em frente à casa de Doria, no Jardim Europa. Os manifestantes, de acordo com a PM, se dizem comerciantes insatisfeitos com as medidas de restrição adotadas no estado.

Também neste domingo, o governador de São Paulo afirmou ter sido ameaçado de morte por meio de mensagens. A Polícia Civil vai abrir uma investigação sobre o episódio.

Leia mais: A causa desse desgoverno é política, como mostra a Crusoé desta semana.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO