Mais um rolo do favorito ao comando da CNC

Época publica que o Sesc do Amazonas aluga, desde 2015, um imóvel de empresa que pertence a José Roberto Tadros, favorito ao comando da CNC e do Sistema S.

Tadros é presidente da Fecomércio do Amazonas e dirigente do Sesc local. O valor do aluguel é R$ 18 mil mensais.

Em nota a O Antagonista, a assessoria de Tadros informou que:

“O Sesc/AM ocupa um prédio de propriedade da empresa Tropical Comércio de Derivados de Petróleo Ltda por meio de contrato de comodato, ou seja cedido sem qualquer custo para a entidade. Este contrato foi assinado em fevereiro de 2017, já foi renovado e será valido enquanto for necessário para o Sesc/AM.

A iniciativa deu-se justamente para pontuar, com clareza, a postura correta e responsável do presidente Tadros e assegurar ao Sesc/AM que, enquanto seja necessário, a unidade esteja instalada em condições adequadas, com custo zero de aluguel, sem com isso suscitar qualquer questionamento.”

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Airton disse:

    A CNC que deveria financiar essa Agencia de Museus. NÃO PRESTA NENHUM SERVIÇO AO EMPRESÁRIO!

Ler comentários
  1. Silvana disse:

    Mas é uma vergonha! Nao passa um dia sem ter escândalos de corrupçao em todas as áreas e setores Isso tem que acabar Bolsonaro acabará com essa mamata concedida pelo pt, psdb, pp ,psol, pc do

  2. Aderval disse:

    Michel Temer, o gópísta, não conseguiu nem fechar a EBC, imagina se vai barrar algum larápio em indicação de outro phuderoso empoleirado em Brasíla ? E o Brasil parado, aguarda um governante

  3. Paula disse:

    Tudo bandido, SESC, CNC, SENAI, SEBRAI etc. Quadrilhas formadas por CORRUPTOS, indicados e plantados pelo PT, PSOL, empresas, etc., são os proprietários. Vermes inúteis, tem que ser exterminados

  4. Ribeiro disse:

    Se investigar o SESC AM., vão se deparar com diversas irregularidades, tamanho o desvio que, muitos funcionários já se desligaram.

  5. Maria disse:

    Skaf é do sistema S de SP. Precisa dizer mais o quê?