Mais um voto contra punição por abuso religioso no TSE

O ministro Tarcísio Vieira deu hoje o segundo voto no Tribunal Superior Eleitoral contra a possibilidade de punir políticos por abuso religioso em campanhas eleitorais.

“Não é compatível com a noção de Estado constitucional qualquer estratégia deliberada de remoção da religião da esfera de discurso público”, afirmou o ministro.

Em junho, Edson Fachin, relator de uma ação sobre o tema, admitiu a possibilidade de incluir em ações de cassação de mandato o abuso religioso. Alexandre de Moraes divergiu.

Ainda faltam outros quatro votos no julgamento, retomado na manhã desta quinta. Só Tarcísio Vieira votou na sessão de hoje. Os demais serão tomados na próxima terça (18).

Leia mais: CRUSOÉ CENSURADA: VOCÊ SEM DIREITO À INFORMAÇÃO QUE IMPORTA
Mais lidas
  1. Empresas ligadas a militar venderam ao governo R$ 45 milhões em produtos

  2. Mensagens de WhatsApp revelam que militares bolsonaristas perderam a chance de comprar vacinas

  3. Parem de receitar a cloroquina Bolsonaro ao Brasil

  4. Huck 2026?

  5. Mourão diz que Ernesto Araújo pode ser trocado

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 19 comentários
TOPO