ACESSE

Mais uma PEC para prisão na 2ª instância

Telegram

Além da PEC de Alex Manente, do PPS de São Paulo, o deputado Onyx Lorenzoni, do DEM do Rio Grande do Sul, protocolou ontem, na Câmara, uma proposta para “clarificar na Constituição” a prisão após condenação em segunda instância.

O primeiro a assinar a “PEC Moro”, assim chamada por Onyx, foi o presidenciável Jair Bolsonaro.

Comentários

  • Domingos -

    Hipocrisia, todos jornais falaram que enquanto houver intervenção no RJ ou qualquer outro Estado, não é permitido votar nenhuma PEC, como exemplo a Reforma da Previdência!!!!!! Quero que o hipócrita protocole mesmo depois que acabar a intervenção, trouxa!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • AMELIA -

    BOLSO , e a PEC sobre indicacao politica ao STF , nao vai assinar.

  • João -

    O STF não deveria julgar casos individuais, como do Lula e do Demostenes. Mas apenas ações abstratas e coletivas. Essa seria a mudança mais importante. Uma PEC mais ampla que essa, que tirasse poder do STF. . O STF é um tribunal político, não técnico. Vai sempre retribuir favores se tiver que julgar ações individuais.

Ler 59 comentários