Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mandetta desiste de disputar o Planalto em 2022

Ex-ministro da Saúde, entusiasta da terceira via, era um dos presidenciáveis da União Brasil, partido resultante da fusão do DEM com o PSL
Mandetta desiste de disputar o Planalto em 2022
Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Luiz Henrique Mandetta (foto) desistiu de disputar a Presidência da República em 2022 pela União Brasil, partido resultante da fusão entre a sua atual sigla, o DEM, e o PSL.

O comunicado teria sido feito à cúpula do novo partido em reunião nesta semana, segundo políticos presentes.

Mandetta era o último presidenciável nesse grupo político, uma vez que Rodrigo Pacheco trocou o DEM pelo PSD; e José Luiz Datena deixou o PSL e deve concorrer a algum cargo em São Paulo, também pelo PSD.

Luciano Bivar, como registramos, disse a O Antagonista que Mandetta vai disputar uma vaga na Câmara ou no Senado pelo Mato Grosso do Sul.

Bivar insiste que a União Brasil terá candidatura própria, mas as lideranças da nova legenda têm conversado com o Podemos (Sergio Moro), com o MDB (Simone Tebet) e com o PSDB (Eduardo Leite e João Doria).

O Antagonista entrou em contato com Mandetta, mas ainda não teve retorno. O ex-ministro da Saúde deixou o governo Bolsonaro logo no início da pandemia e, desde então, era colocado como presidenciável e atuava como um dos principais articuladores da chamada terceira via.

Para 2022, a União Brasil terá importante tempo de televisão e generosa fatia do fundo partidário.

Mais notícias
TOPO